A arte de misturar padrões

Misturar padrões na roupa que vestimos não é assim tão descabido. É de resto uma das regras da moda que tem vindo a ser quebrada. Mas como fazê-lo de forma harmoniosa e elegante?

Não basta pegar nas peças aleatoriamente e vestir, sem pensar em qualquer tipo de combinação. Até para misturar o incombinável existem pequenos truques.

12353849_814711251987882_29881807_n(1)

O que vos parece este look? Para mim está lindo. No entanto há a tal mistura de padrões. Mas se repararem existe um fio condutor… a cor é a mesma e o padrão também (geométrico).

 

Eis as regras:

– Misturar padrões dentro da mesma família. Por exemplo, bolas com riscas, que pertencem à categoria de padrões geométricos; ou flores com flores.

padroes3

padroes4

– Usar o mesmo padrão com ângulos e tamanhos diferentes.

12353896_1536631573329388_174261393_n

Por exemplo, riscas verticais com riscas horizontais.

– Quando se misturam padrões diferentes (animal print com riscas, por exemplo) é necessário que ambos tenham uma cor em comum. Desta forma não há um choque cromático.

padroes2

– Ao misturar padrões diferentes, um deles pode ser de tamanho mais pequeno, de modo a ser quase impercetível à distância.

padroes1

– Última sugestão: misturar padrões exatamente com o mesmo tamanho.

Solange Knowles Mercedes-Benz New York Fashion Week Spring/Summer 2013- Celebrity Sightings New York City, USA - 11.09.12 Mandatory Credit: Anthony Dixon/WENN.com