Dicas para comprar calçado

A primeira dica é escolher um sapato confortável, que consigamos calçar o dia inteiro sem nos cansar. Nada é pior do que não nos conseguirmos equilibrar no salto, perder o apoio, ou dar passos curtos porque o sapato magoa. O conforto vem em primeiro lugar.

Isso não significa comprar sapatos da “avozinha”. Confortável sim, mas também bonito.
Na hora de comprar experimente nos dois pés. Se sentir uma dorzinha, não é boa ideia adquirir. O calçado costuma alargar ligeiramente com o uso mas o melhor é não arriscar.

shoe1

Salto baixo ou alto?
Todas as possibilidades estão na moda, dependendo do contexto. Um vestido de festa pede um sapato de salto. Calças de ganga caem bem tanto com sapatilhas como com sapato de salto mais grosso.

Quem tiver os tornozelos mais finos deve usar saltos mais altos. Para tornozelos mais grossos: saltos retos.
Se é baixinha compre sapatos de salto médio, mais elegantes para seu tamanho do que os altíssimos. Por outro lado, sapato com fivela na zona do tornozelo encurtam a altura da perna. É por isso mais um fator a ter em conta.

shoe3

Sapato colorido ou não?
Calçado preto e beje dá para compor quase todos os looks. Mas podemos arriscar noutras cores! Além do mais, a velha teoria de que o sapato tem de combinar com a cor da mala/bolsa está mais do que ultrapassada. A única cor que está “proibida” é o branco. Sapato branco só para médicas, dentistas ou fisioterapeutas. 🙂

shoe4

As sapatilhas foram inventadas para a prática de desporto mas hoje em dia compõem variados looks. Dão um ar mais jovem a qualquer produção.

Importante: manter as sapatilhas limpinhas para que não tenham um aspeto envelhecido e desleixado.

shoe5

Por fim, 4 pares indispensáveis para ter no armário: bota preta de cano alto, sapato/sandália de noite, scarpins e sapatilhas.

Boas compras!