O tom de pele ideal para o verão

Mal chega o calor e começamos logo a olhar para os vestidinhos do verão passado, ou para alguns que comprámos em saldo e que estamos ávidas por estrear. Mas por vezes o tom de pele ainda claro das pernas e dos braços deixam-nos hesitantes. Afinal passaram-se meses sem que apanhássemos um pouco de sol nessas partes do corpo.

Este artigo dirá por ventura mais àquelas que, como eu, não são “morenaças” de nascença.

O remédio não será irmos torrar para o sol. Até porque, como é sabido, a radiação solar a determinadas horas do dia faz mais mal que bem.

corpo-feminino-pele-bronzeada
Além de que o bronzeado exagerado há muito que passou de moda. O tom torrado não nos favorece e envelhece muito a pele, especialmente a longo prazo.
bronzeamento-artificial-christina-aguilera
(Christina Aguilera)

Assim sendo, excluindo o bronzeamento solar intensivo e também os solários (cuja radiação ultravioleta é ainda mais prejudicial à pele e à saúde do que a radiação do sol), resta-nos alguma solução? Sim!

O autobronzeador. Este produto cosmético promove a oxidação da camada de pele morta, resultando numa cor semelhante ao bronzeado. O autobronzeador não penetra nas camadas de pele mais profundas. Para não manchar basta espalhar uniformemente e de preferência esperar meia hora até vestir a roupa.
Mas como em tudo na vida vamos usar com moderação. Autobronzeador só para não aparecermos com pernas “de lixívia” e depois, à medida que o bom tempo avança, vamos apanhando uma corzinha com o sol. E sempre usando protetor solar, ok?
como-cuidar-da-pele-no-verao
Para o rosto tudo menos autobronzeador. Há imensas opções no mercado de bases ou pós compactos que nos deixam o rosto bronzeado, dourado, sem que estejamos a envelhecer a pele.